O projeto

Somando meio milhão de habitantes, segundo dados do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Juiz de Fora é uma cidade pólo da zona da mata mineira, região carente de livrarias e espaços culturais. Reconhecida por seu pioneirismo histórico e sua efervescência cultural, a cidade vive, hoje, um período de aridez em eventos literários. Apesar de localizada entre três grandes capitais da região sudeste do Brasil – Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo – Juiz de Fora se mantém à margem dos acontecimentos envolvendo a literatura nacional.

Na proposta de incentivar, ainda mais, o pensar, contribuindo para uma ampliação nas frequências às livrarias e bibliotecas da cidade, A Terceira Margem desenvolve, durante os últimos seis meses de 2012, o projeto Ave, Palavra, que se fundamenta na convicção do potencial libertário da literatura. Aprovado pelo edital de Programação Cultural de Livrarias, do Ministério da Cultura, o projeto busca discutir e incentivar as novas vozes da cena literária contemporânea no país, visando contribuir para a formação de um público leitor de obras de novos autores brasileiros, e assim também estimular o ato da escrita.

O projeto se articula entre a produção dos Encontros de Literatura Contemporânea e das Oficinas de Criação. Os encontros prevêem a realização de debates com representantes da nova geração de escritores, nos quais serão discutidas suas obras e a atual produção no país. Convidado para finalizar as discussões, Nelson de Oliveira, crítico literário e autor de Geração Zero Zero (Língua Geral, 2011), irá refletir acerca da literatura do presente, analisando a obra dos autores que integraram os encontros, debatendo com a produtora editorial e escritora Laura Assis, idealizadora do selo Aquela Editora, responsável pelo lançamento de obras de autores inéditos. O professor e escritor Alexandre Faria coordenará a realização das duas Oficinas de Criação, cada qual composta por seis reuniões. Uma oficina será oferecida nas dependências da livraria e a outra, iniciada simultaneamente em um bairro periférico da cidade e finalizada na livraria, na expectativa de estimular a frequência desse público a esses espaços e promover seu acesso à leitura e à escrita.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s